Missão em Portugal

Olá!

22528209_1643508452368422_879852374624168722_nEsta semana toda estou em uma missão institucional em Portugal como antecipei na semana passada. Atualmente, temos 14 alunos de cursos técnicos e de graduação realizando projetos por aqui no Instituto Politécnico do Porto e no Instituto Politécnico de Beja, pelo nosso Programa de Intercâmbio Internacional para Estudantes do IFSC, o Propicie.

missao_portugal_IFSC_reitoraViajei junto com nossa assessora de Assuntos Estratégicos e Internacionais, Raquel Matys Cardenuto, e o professor Rubipiara Fernandes, do departamento de Eletrotécnica do Câmpus Florianópolis. Já temos uma boa parceria e a intenção dessa viagem foi estreitar ainda mais a nossa relação buscando mais oportunidades para estudantes e servidores. A nossa programação incluiu reuniões nos institutos com os diretores das escolas, encontros com nossos alunos e também conversas com os orientadores dos projetos de pesquisas.

Foi muito bom poder ver nossos intercambistas aqui, felizes pela experiência, dispostos a aprender e também contribuindo com seus conhecimentos com os projetos. Nossos alunos são sempre muito elogiados pelos professores daqui, o que nos deixa muito orgulhosos.

Missão portugal (5)No Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP/IPP) assinamos o Termo de Cooperação para a atribuição de acordo de dupla titulação entre o IFSC e o ISEP/IPP, do Instituto Politécnico do Porto. Este termo estabelece as linhas orientadoras para a atribuição de dupla titulação entre o curso de graduação em Engenharia Elétrica do Câmpus Florianópolis e o curso de mestrado em Engenharia Eletrotécnica – Sistemas Elétricos de Energia, do Instituto Superior de Engenharia do Porto.

Missão portugal (2)Hoje, também, estivemos no Instituto Politécnico de Setúbal, onde ainda não temos acordo de cooperação, para apresentar o IFSC, nossos projetos e o programa Propicie e, buscar mais projetos para inserir nossos alunos. Esteve conosco, esse ano, em intercâmbio no Câmpus Florianópolis, o professor José Luís Estrelo Gomes de Sousa, que mostrou interesse em fazer parcerias para projetos de mobilidade, assim conseguimos inserir na programação a ida a Setubal para firmar mais um acordo e assim termos mais diversidade de oportunidades para alunos e servidores. Nos três Institutos Politécnicos visitados, Porto, Beja e Setubal, verificamos também possibilidades de cursos para nossos servidores, tanto na parte de intercâmbio, como também,  para o período da licença capacitação, que alguns servidores solicitaram.

A internacionalização é uma das nossas políticas institucionais. Estamos sempre buscando o desenvolvimento e a implantação de programas que ampliem as oportunidades de mobilidade acadêmica, divulgação e produção científica e tecnológica.

reitora_IFSC_beja_2Voltamos para o Brasil neste sábado. Agradeço a acolhida dos nossos parceiros que nos receberam com muita cordialidade e que estão cuidando muito bem também dos nossos estudantes. Cito, de modo muito especial, Carlos Ramos, em Porto, Nuno Loureiro e Maria Cristina Palma em Beja, Fernanda Pestana e Nuno Pereira, em Setubal, que juntamente com suas equipes nos acolheram de modo muito carinhoso. Como dito hoje por um professor, podemos nos tratar como irmãos, nossos países e nossas instituições!

Emendas Parlamentares

Na semana passada, contei aqui sobre as reuniões que participei em Brasília pelo Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif, buscando emendas parlamentares para a Rede Federal. Tivemos um retorno positivo sobre isso e foi sinalizada uma emenda de R$ 280 milhões para a nossa rede federal. Isso é o resultado da mobilização feita na Comissão Mista do orçamento, por meio das comissões de educação, tanto setorial como no Senado e câmara de deputados.

Também fizemos um trabalho de sensibilização da bancada catarinense e foi aprovada uma emenda de bancada de R$ 50 milhões para o IFSC prevista na Lei de Diretrizes Orçamentária de 2018. Apesar de não ser impositiva, temos um compromisso firmado e vamos lutar junto aos deputados e senadores para liberar o que for possível desse valor.

Isso não diminui nossa preocupação em relação aos cortes orçamentários impostos aos Institutos Federais, mas pelo menos torna a situação um pouco mais otimista para melhorarmos a nossa estrutura e nosso funcionamento, tão importantes para atender a população e consolidar nossos câmpus.

Outros assuntos:

Ensino Médio Técnico: Começaram as inscrições para o nosso Ensino Médio Técnico. Temos 1,2 mil vagas distribuídas em 29 cursos dos câmpus Araranguá, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Gaspar, Jaraguá do Sul, Joinville, São José, São Miguel do Oeste e Xanxerê. As informações estão no nosso site.

Alimentação Saudável: Lançamos nesta semana uma Campanha de Alimentação Saudável no IFSC. Vocês devem ter vistos alguns post nas nossas mídias sociais e, até o final do mês, os câmpus devem realizar atividades para tratar do assunto. Entendemos que para conseguir um resultado melhor nos estudos é fundamental que a saúde de nossos alunos esteja boa e uma alimentação saudável é necessária nesse sentido.

Concurso Público: E neste domingo temos prova para nosso Concurso Público 2017! Desejo boa sorte aos candidatos e um bom trabalho aos nossos servidores envolvidos na organização! Agradecendo, de modo muito especial, aos que atenderam nosso chamado para atuar no concurso que é fundamental para o IFSC continuar e ampliar sua atuação na educação pública!

Até a próxima semana!

 

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.