Reuniões com alunos e servidores

Olá!

Nesta semana tivemos um encontro muito bacana dos estudantes do IFSC. Um grupo de cerca de 100 alunos de quase todos os nossos câmpus esteve na Reitoria, na terça-feira, representando nossos mais de 30 mil alunos.IFSC_encontro_estudantes_abril2017_reduzida

O evento foi organizado pela Diretoria de Assuntos Estudantis junto com os alunos que foram os responsáveis pela programação. Durante todo o dia, eles discutiram sobre representação e mobilização estudantil.

Fiquei muito feliz ao ver o auditório lotado com tantos estudantes. Como eu disse para eles, a nossa instituição se movimenta a partir da demanda dos alunos e não temos sentido sem a energia deles. Eu acredito muito que o IFSC é forte porque temos alunos fortes e acho que quando estamos unidos, lutando juntos em prol de uma educação de qualidade, tudo pode melhorar.
IFSC_encontro_estudantes_blog_abril2017
É um desafio termos representações estudantis em todos os nossos câmpus e temos a necessidade que seja constituída uma única entidade representando os estudantes de todo o IFSC. Considero muito importante que os nossos alunos discutam e encontrem maneiras de viabilizar isso. Só conseguimos melhorar e discutir aquilo que conhecemos e daí a importância de termos alunos nos fóruns de discussão institucionais – como Conselho Superior e Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão, por exemplo. Além disso, termos Grêmios  e Centros Acadêmicos fortalece nossos cursos e câmpus e facilita também nossa comunicação com os alunos.

Mais importante ainda quando vejo essa mobilização estudantil e a discussão de como melhorar essa dinâmica no IFSC é ver os alunos engajados politicamente, não no sentido partidário, mas de lutar pelos seus direitos. Formar cidadãos faz parte da nossa missão e a cidadania envolve também a formação desse senso crítico que se desenvolve por meio de debates.

Estive presente no período da manhã e destaquei que alguns câmpus já possuem espaço destinado apenas aos movimentos estudantis, que são os containeres que adquirimos pensando na necessidade mesmo de os alunos terem um local próprio para suas discussões. Devemos ter uma nova chamada para câmpus que também queiram adquirir um container para esse fim.

Também abordei os avanços que estamos tendo com as discussões no Comitê de Assistência Estudantil, graças também à participação de alunos nesse grupo. O comitê trata, por exemplo, do Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social, o Paevs.

Destaquei ainda a mudança que teremos no nosso sistema de ingresso que, a partir do ano que vem, passa a ser apenas via Sisu – que considera a nota do Enem – para cursos de graduação. Tomamos essa decisão coletiva pensando, principalmente, na inclusão, assim como também na redução dos gastos.

selfie_alunos_reuniao_abr2017_IFSCOs alunos me fizeram questionamentos sobre as ocupações realizadas em alguns dos nossos câmpus no ano passado e pude esclarecer dúvidas sobre esse e outros temas. Foi um momento difícil e tenso que passamos e, com todas as dificuldades que enfrentamos, sempre serve para que possamos aprender e melhorar.

Servidores

reuniao_servidores_itajai_abr2017_IFSCNa terça à tarde fui a Itajaí para uma reunião com servidores do câmpus. Tatamos sobre orçamento e nossas metas para este ano e sobre a publicação do horário dos nossos docentes. Esse é um tema que está gerando discussão em nosso instituto.

Como eu já tinha falado aqui, decidimos na reunião do Colégio de Dirigentes do início deste mês alterar a Instrução Normativa que trata da divulgação das atividades docentes no sentido de simplificar o preenchimento da agenda de horário docente. A divulgação atende à recomendação do Ministério Público Federal (MPF) e da Controladoria Geral da União (CGU) e visa dar transparência e isonomia às atividades docentes nos câmpus. É muito importante que tenhamos esses dados divulgados para que o IFSC tenha estabilidade e segurança institucional.

Também estive ontem em uma reunião com professores do Câmpus Florianópolis-Continente, em que também conversamos sobre o tema. Ressalto a importância da publicação dos horários docentes por todos, pois os órgãos de controle monitoram as ações propostas pelo IFSC nessa questão e cobram efetividade nas recomendações.

Outros assuntos:

blog_especializacao– Aula Inaugural: na tarde desta quinta, participei da aula inaugural do curso de Especialização em Docência na Educação Profissional oferecido pelo Centro de Referência em Formação e EaD, o Cerfead. Tivemos a palestra com o sociólogo e filósofo Francisco Aparecido Cordão sobre os desafios da Educação Profissional Brasileira. Foi um momento muito bom de reflexões.site_especializacao

Bom feriado a todos e até semana que vem!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.