Novo desafio, mesma responsabilidade

Olá,

Nesta semana estive em Brasília para a primeira reunião do ano do Conif e para tomar tomar posse no cargo de Diretora de Relações Institucionais do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). A cerimônia foi no Instituto Federal de Brasília, na terça-feira (14). Nosso mandato é de um ano e junto com o presidente Francisco Roberto Brandão Ferreira, do Instituto Federal do Maranhão, e demais membros da Diretoria Executiva esperamos somar com o avanço da rede e da educação profissional. O Conif tem um planejamento em fase de finalização e vamos nos concentrar na sua execução.

Blog da reitora
Para isso, precisamos de harmonia na gestão, que será muito importante para a consolidação e melhoria da rede. A articulação entre as instituições será meu papel principal na nova função. No dia da posse nos reunimos com o Ministro da Educação, Mendonça Filho, tendo em vista que ele não compareceu a posse por outros compromissos e se colocou à disposição para atuar na consolidação da Rede.

Blog da reitora1Na quarta-feira (14) já tivemos uma reunião com o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Abílio Baeta Neves. No encontro, tratamos de alguns assuntos da rede que demandam apoio da Capes, como validação de diplomas do exterior e da proposta de uma agenda propositiva entre o Conif e a Capes, principalmente que priorize a capacitação dos servidores, um dos objetivos principais da gestão do Conif que se inicia.

Blog da reitora 2Ele ficou muito impressionado em saber que nosso mestrado em rede em Educação Profissional e Tecnológica já está com mais de 8 mil inscritos. Com isso, ele se mostrou favorável ao aumento no número de vagas para os próximos editais. Serão ainda mais oportunidades de capacitação para os nossos servidores continuarem a fazer uma educação profissional ainda melhor.

Como membro da diretoria do Conif participei também da reunião do Comitê Permanente de Planejamento e Gestão da Rede Federal (CPPG), que é composto por reitores e gestores da SETEC, que discute e encaminha assuntos da rede. Nessa reunião tratamos do fortalecimento do programa Mulheres Mil, da contratação de tradutores e intérpretes de libras temporários, dos eventos da rede, do fomento à pesquisa aplicada e extensão tecnológica, das obras prioritárias da rede, dentre outros. Enfim, foi uma semana muito produtiva e desafiadora.

Outros assuntos

CodirCodir – A primeira reunião do Colégio de Dirigentes do ano trouxe o debate sobre as diferentes formas de ingresso no IFSC. E como nosso foco é permanência e êxito, temos que ser mais inclusivos e acessíveis. No último ingresso, adotamos uma diversidade muito grande entre cada câmpus, que escolheu as formas que considerava melhor para seu contexto. Isso dificultou a compreensão da população, a divulgação e a melhoria de cada processo. Então estamos propondo simplificar e encaminhar para 2018/1 acesso para os cursos superiores somente por meio do Sisu. Para os integrados, exame de classificação e para os demais cursos técnicos, sorteio. Ainda em 2017/2 proposta é manter Sisu e vestibular. Também fizemos uma avaliação da atuação do Codir em 2016 para podermos avançar e melhorar em 2017. Assista à reunião completa pela IFSC TV nestes links (manhã) e (tarde).

Mestrado EPT – Por falar no mestrado, ele está com inscrições abertas até 10 de março. No polo do IFSC, localizado no Centro de Referência em Formação e EAD (Cerfead), serão ofertadas 24 vagas, tanto para Servidores quanto para a comunidade em geral. O Cerfead, juntamente com a Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPPI/IFSC), disponibilizam um ambiente de estudos e diálogos sobre os textos indicados para o processo seletivo. Para conhecer esse ambiente, basta acessar o link: http://selecaomestrado.ead.ifsc.edu.br e clicar em “criar uma conta”, a fim de realizar o cadastro de acesso.

PSAD em Números – Está disponível para consulta no Portal do IFSC o PSAD em Números – Distribuição da Carga Horária da Atividade Docente no IFSC relativo a 2016. O PSAD em Números é um resumo estatístico da distribuição da carga horária de todos os professores da instituição, gerado a partir do Plano Semestral de Atividade Docente (PSAD). No material, elaborado pela Diretoria de Estatísticas e Informações Acadêmicas da Pró-Reitoria de Ensino (Deia/Proen) é possível consultar a carga horária dedicada pelos docentes a atividades de ensino, de pesquisa e extensão, de gestão e representação e de capacitação.

Anuário Estatístico – A Pró-Reitoria de Ensino (Proen) lançou a edição 2017 do Anuário Estatístico do IFSC, com dados relativos ao ano passado. As informações foram coletadas e organizadas pela Diretoria de Estatísticas e Informações Acadêmicas (Deia) e estão disponíveis no Portal do IFSC. O anuário está organizado em quatro grandes grupos de informações: dados dos alunos, informações socioeconômicas dos alunos ingressantes, perfil dos docentes e perfil dos técnicos administrativos.

Empoderamento feminino – Pricila Cerezolli hoje é nossa colega, servidora do Câmpus Chapecó no cargo do docente substituta nos cursos de Eletromecânica, Eletroeletrônica e Mecânica. Ela foi a primeira mulher a se formar no curso de Engenharia de Controle e Automação do próprio câmpus, além da primeira engenheira formada em todos os 22 câmpus do Instituto Federal de Santa Catarina. No Portal do IFSC tem um bate papo bem bacana com ela. Confira.

Bom final de semana!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Brasília, Conif, Gestão, Institucional. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.