Retrospectiva 2016

Olá!

O ano de 2016 foi marcado por muitos desafios! Assumi meu segundo mandato, juntamente com a equipe gestora e diretores dos câmpus, em um momento político conturbado, em que decisões em nível nacional impactaram fortemente a nossa instituição. Ainda vivemos momentos de preocupação com a Medida Provisória da Reforma do Ensino Médio e a PEC 241/55, que limita os gastos públicos para os próximos 20 anos. São medidas que nos impactam pois colocam em risco a continuidade e melhoria das nossas atividades.

Em 2017, assumirei o cargo de diretora de Relações Institucionais do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), órgão representativo dos nossos IFs junto ao Ministério da Educação e instâncias decisórias.

almoco_terceirizadosPara fechar o ano, ontem tivemos um almoço para os terceirizados no Câmpus Florianópolis-Continente, ação coordenada por nossos servidores da Reitoria: Adila, Paula Souza, Douglas Juliani, Cris Kuba, Diogo Angeloni, Vinicius e Fábio Wojcikiewicz. Foi um momento muito bonito e saboroso. Parabéns pela ação!

Nesta última publicação do blog do ano, faço um balanço dos nossos principais desafios e as nossas conquistas. Estarei em férias e retomo o blog dia 27 de janeiro.

Posses

No início de 2016, participei das posses dos diretores de 19 câmpus, eleitos pela comunidade acadêmica em eleição realizada em novembro de 2015. No dia 17 de maio, foi realizada a cerimônia de posse da nova equipe gestora do IFSC, para o mandato 2016–2020. Fizemos uma linda cerimônia no Câmpus Florianópolis-Continente, com a presença de servidores, alunos e autoridades locais.

Para mim, foi um momento de muita emoção, de reconhecimento pelo trabalho realizado. Em meu discurso de posse, deixei claro que vamos continuar mantendo nossa política de educação transformadora e crítica. Decidimos continuar para consolidar essa expansão e a interiorização, com foco na permanência e êxito, na efetividade da nossa função e na inclusão.

PEC e MP do Ensino Médio

Este ano, enfrentamos duas decisões que vão impactar fortemente no financiamento da educação brasileira e dos institutos federais como um todo. A Proposta de Emenda Constitucional 241/55, aprovada pelo Congresso Nacional, implica na limitação dos gastos públicos para os próximos 20 anos. Tememos que, com esses cortes, a qualidade do ensino dos IFs seja comprometida, bem como os planos de expansão.

Ao mesmo tempo, a Medida Provisória 746/2016, conhecida como “MP da Reforma do Ensino Médio”, está sendo discutida no Congresso Nacional sem o devido diálogo com a sociedade, contrariando o princípio da construção democrática, que é a base para o funcionamento de instituições ligadas à educação.

Sobre isso, os colegiados do IFSC, o Colégio de Dirigentes e o Conselho Superior, manifestaram-se por meio de nota de repúdio, que pode ser lida aqui.

Em setembro, o Conif realizou a 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), e o Congresso Mundial dos Colleges e Politécnicos (WFCP). Foi o momento em que nós, gestores da rede federal, divulgamos a Carta de Vitória, um documento em que os dirigentes comprometem-se com a luta pela qualidade da educação e se posicionam sobre a atual situação política do Brasil. A carta traz o posicionamento da Rede sobre cinco temas específicos: a reforma do Ensino Médio; a PEC 241, que fixa limites de investimento pelo governo; o PL 257 que trata dos direitos trabalhistas, o quadro orçamentário e financeiro de 2016; e a LOA 2017. Leia a carta na íntegra aqui.

Reitero que vamos continuar lutando para que medidas como essas não impactem na qualidade da educação oferecida por nossos institutos federais!

Ocupações nos câmpus

Devido à PEC 241 e MP 746/2016, foram promovidas ocupações nos câmpus Araranguá, Chapecó, Florianópolis, Palhoça Bilíngue, São José e Xanxerê. Consideramos as ocupações legítimas, reconhecendo a relevância das principais pautas que motivaram o movimento. Porém, durante todo o tempo, reiteramos a importância de respeitar o direito de todos, inclusive dos que mantiveram posição contrária à paralisação das aulas. Também discordamos de toda e qualquer atitude radical, violenta e que não respeite o direito de todos ou que resulte em danos ao patrimônio público. O momento mais complexo e difícil foi a reintegração de posse do Câmpus Palhoça Bilíngue, que por 18 dias esteve ocupado pelos estudantes, a maioria menores, que impediam a entrada de muitos servidores, inclusive a diretora-geral. Com o anúncio de uma festa pública, feita pela ocupação, não restou alternativa para a gestão, tendo em vista o esgotamento da negociações com os alunos, a ilegalidade da situação, o risco institucional e a interferência externa ao movimento. Nos câmpus Araranguá e Chapecó conseguimos fazer um acordo de desocupação com apoio do Ministério Público Federal (MPF) e Procuradoria-Geral Federal (PGF).

Capacitações para servidores

Este ano tivemos grandes avanços em relação à capacitação de servidores. Em março, iniciamos a primeira turma do curso de Gestão e Liderança para nossos servidores técnico-administrativos. O curso é resultado de uma parceria do IFSC com o Instituto de Pesquisas e Estudos em Administração Universitária da UFSC. Essa iniciativa é uma importante capacitação coletiva, tendo em vista a necessidade que temos de formar gestores e líderes para nossa instituição participativa e democrática.

Também tivemos a aprovação do nosso mestrado em rede Prof EPT, que atenderá profissionais de toda a rede federal de educação profissional. Serão oferecidas 400 vagas em 18 polos, entre eles o IFSC, que terá cinco professores no curso. A articulação para que esse mestrado se tornasse realidade foi do Conselho Nacional de Instituições da Rede Federal Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif).

Organizamos, ainda, a ambientação dos novos servidores e recepção docente de modo inovador e participativo, por meio da educação a distância. Com a chegada dos novos servidores foi muito importante ter um programa institucional consolidado.

O Cerfead, cumprindo seu papel de formação, lançou o curso de especialização em Gestão Pública na EPT, com cinco polos e 200 vagas, um curso a distância com esforço próprio. Importante ação para capacitação dos nossos servidores. Estão aprovadas pelo Consup outras especializações a distância com uma previsão de mais de 500 vagas para 2017!

Jogos do IFSC

jifsc_blogEm junho, pela primeira vez os Jogos do IFSC, o Jifsc, foram realizados no Oeste catarinense, no Câmpus Chapecó. Tivemos cerca de 1,2 mil alunos, de 21 câmpus, participando cheios de energia. Mesmo com sérias restrições orçamentárias, conseguimos garantir a realização deste evento. Entendemos que o esporte ajuda na formação dos nossos alunos e, por isso, não poderíamos deixar de realizar o Jifsc. Para 2017, estamos planejando um novo formato para os jogos, com etapas microrregionais e uma final estadual.

Sepei em Criciúma

sepei_blogEm setembro, realizamos o 5º Seminário de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFSC (Sepei), no Câmpus Criciúma. Devido à greve e cortes orçamentários, não o realizamos em 2015. Este é um dos nossos mais importantes eventos, e foi realizado com grande sucesso no ano em que comemoramos 10 anos de pesquisa no IFSC. Apesar de sermos uma instituição centenária, antes disso tínhamos iniciativas de pesquisa não sistematizadas. No Sepei, reunimos o ensino, a pesquisa, a extensão e a inovação, tudo aquilo que o nosso País precisa para ter mais igualdade e oportunidades.

Cortes na Assistência Estudantil

reuniao_paevs_blogEste ano tivemos contingenciamentos no orçamento do Programa Nacional de Assistência Estudantil, o Pnaes, que chegou a cerca de 23%. Esses cortes impactaram na assistência estudantil do IFSC, especialmente nas bolsas do Programa de Atendimento ao Estudante em Vulnerabilidade Social do IFSC, o Paevs. Assim, tivemos que, por um período, reduzir o valor das bolsas e rever as novas concessões. A partir de setembro com a liberação dos recursos contingenciados conseguimos lançar editais para alunos novos e também para renovação. Em 2017 teremos o comitê gestor da assistência estudantil já nomeado e muito atuante e esperamos não sofrer restrição de recursos, na assistência estudantil, principalmente.

Obras

Apesar das restrições orçamentárias, finalizamos algumas obras importantes como ginásio do Câmpus Joinville e auditório do Câmpus Garopaba. Também conseguimos iniciar obras menores mas fundamentais para a melhoria e aumento de vagas no IFSC. Jaraguá do Sul executou uma reforma urgente e necessária. Licitamos e já empenhamos a obra do bloco 6 de Joinville, para a biblioteca e salas de aula. Também já está empenhado o ginásio do Câmpus Itajai. O Câmpus Florianópolis-Continente está finalizando a reforma e ampliação iniciada em 2013. Vamos inaugurar início do ano que vem, assim como a reurbanização e acesso do câmpus e Reitoria.

Usinas fotovoltaicas

Conseguimos adquirir três usinas para os câmpus Criciuma, Florianópolis e Jaraguá do Sul-Rau, a partir de projetos de sustentabilidade desenvolvidos pelos câmpus. Ação importante e que trará economia e melhor uso da energia.

Enem e Pisa

Mais uma vez, comemoramos bons resultados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quatro câmpus do IFSC ficaram entre as 10 melhores médias entre as escolas públicas de Santa Catarina. O Câmpus Florianópolis foi o primeiro colocado entre as escolas públicas, seguido do Câmpus Joinville, em segundo lugar. Na avaliação anterior, Joinville havia ficado em primeiro lugar e Florianópolis em segundo.

Ainda no grupo das 10 melhores médias, estão os câmpus Chapecó (5º) e São José (8º). Outros câmpus do IFSC que aparecem na lista são São Miguel do Oeste (12º) e Araranguá (16º).

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) divulgou o resultado do Prgrama Internacional de Avaliação de Estudantes, o Pisa. Embora o Brasil seja um dos últimos colocados no exame, a rede federal de ensino brasileira teve médias superiores às de países considerados referência em educação, como Alemanha, Coreia do Sul e Estados Unidos. Foram avaliados estudantes com 15 anos de idade de 70 países e territórios.

Novos cursos

O ano de 2016 marca o IFSC com um aumento expressivo de vagas de cursos técnicos e superiores! Também tivemos a aprovação de mais um mestrado profissional, o de Engenharia Elétrica, do Câmpus Florianópolis. Assim, cumprimos nossa missão de incluir é transformar.

Apesar de todas as dificuldades, avançamos muito, pelo trabalho coletivo, pela união e compromisso de servidores e alunos em prol da educação pública! Obrigada a todos que contribuem para o IFSC ser cada vez melhor e mais forte.

Assim encerramos 2016 desejando a todos um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações e onde possamos continuar nossa missão de promover o desenvolvimento e a inclusão por meio da educação.

Compartilho aqui o cartão de Boas Festas!

Feliz Natal e um ótimo 2017!

natal_ifsc_2017

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.