Ocupações e Consup

Olá!

Ocupações nos câmpus

Estamos com cinco câmpus do IFSC ocupados por estudantes: Chapecó, Araranguá, Xanxerê, São José e Florianópolis, o último a registrar ocupações, na quarta-feira. Apenas em Chapecó foram suspensas as aulas de cursos técnicos. As aulas dos cursos superiores e de qualificação estão ocorrendo, assim como as atividades nos demais câmpus.

Acompanhamos o movimento dos estudantes, respeitando e atentos para que tudo e todos estejam em segurança, principalmente os nossos alunos, tendo em vista que as manifestações são livres, legítimas e organizadas. Estamos em contato com as direções-gerais dos nossos câmpus e destacamos que todos os esforços estão sendo feitos para a manutenção do atendimento à população.

Reiteramos nossa posição de que a ocupação é de livre iniciativa dos estudantes, assim como já vem acontecendo em outros institutos federais por todo o País. Reconhecemos o movimento como legítimo, pacífico e uma demonstração de cidadania por parte dos alunos. Saiba mais sobre as ocupações aqui.

Consup

Realizamos na segunda-feira, no Cerfead, a 43ª reunião do Conselho Superior do IFSC, o Consup. Entre outros assuntos, aprovamos a implantação do polo do IFSC para o mestrado em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT), que será oferecido em rede, com 18 polos. O programa foi aprovado pela Capes e tem o IFES como ofertante, articulado aos 18 institutos federais polos.

Vão poder participar da seleção do programa professores e técnicos-administrativos da educação profissional. A previsão é abrir inscrições para a seleção em 2017.

Lembramos que a nossa recém-lançada especialização em Gestão Pública é um primeiro passo para um futuro mestrado nessa área, para atender especificamente às necessidades de formação de nossos técnicos-administrativos.

Também apresentamos a regulamentação da hora-aula no IFSC, reivindicação de nossos conselheiros do Consup. Assim, com base na legislação da educação, resoluções do IFSC e pareceres do Conselho Nacional de Educação, o CNE, consideramos os intervalos como parte integrante da hora escolar, sendo que cada hora/aula corresponde a 60 minutos, sendo cinco minutos para o intervalo. Isso vale para todos os cursos.

Outra decisão importante diz respeito à descentralização dos cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC). Os colegiados dos câmpus aprovarão as ofertas a partir de projeto do curso previamente aprovado no Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão, o Cepe. Além disso, aprovamos a minuta de Regulamentação da Prestação de Serviços à Comunidade Externa do IFSC, uma forma de formalizar e a aproximação de nossos alunos e servidores de empresas e instituições e, dessa forma, reforçarmos nossas ações de pesquisa e extensão.

Veja a gravação da reunião do Consup pela IFSCTV aqui.

Outros assuntos:

Reunião com diretoria do Sinasefe – Na manhã desta quinta-feira, estivemos reunidos com a diretoria da Seção Sindical IFSC do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional (Sinasefe) e discutimos formas de encaminhar a participação de servidores em eventos e mobilizações sindicais. Encaminhamos a necessidade de formalização para que tanto servidores como a instituição atuem dentro da legalidade. Também discutimos a forma da divulgação das atividades docentes, uma recomendação da Controladoria Geral da União, a CGU, que estamos tratando e construindo para atender às especificidades da atuação de cada professor.

reitora_ifc_blogEncontro com o IFC – Nesta tarde de quinta-feira, tivemos reunião com a reitora do Instituto Federal Catarinense (IFC), Sônia Regina de Souza Fernandes, e as equipes de Comunicação das duas instituições para encontrar formas de atuarmos conjuntamente na divulgação e comunicação dos institutos federais de nosso Estado. Existem ainda dúvidas sobre a institucionalidade e a diferença entre as duas autarquias, pois a população faz ainda algumas trocas, a mesma comparação que citei hoje para os jornalistas que vieram fazer uma matéria sobre as ocupações. Assim como temos duas universidades federais em nosso Estado, temos também dois institutos! E vamos trabalhar juntos para fortalecer nossa marca e atuação em Santa Catarina.

Reuniões com câmpus – Tivemos essa semana encontros com a gestão dos câmpus Florianópolis e Garopaba para tratar de assuntos importantes para os dois câmpus. Em Florianópolis tratamos das necessidades de melhoria na infraestrutura do câmpus e as dificuldades orçamentárias do IFSC para atender as demandas. E com a direção de Garopaba, conversamos sobre algumas pendências da obra do câmpus que necessitam ser resolvidas.

Amanhã, dia 28 de outubro, comemoramos o Dia do Servidor Público. Quero parabenizar a todos os nossos servidores por essa importante data, destacando a importância do trabalho de cada um para o fortalecimento da nossa instituição e a construção de um país melhor, com educação de qualidade e mais oportunidades para todos!

cartao_servidor_2016

Até a próxima semana!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.