Carta de Vitória, Reditec e WFCP

Olá!

De sexta-feira, 23 de setembro, a terça-feira, 27, estivemos em Vitória, no Espírito Santo, participando da reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif, da 40ª Reunião dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica, Reditec, e do Congresso Mundial dos Colleges e Politécnicos, WFCP!

comitiva_sc_editadaO IFSC esteve presente com uma das maiores delegações do evento, com os diretores dos 22 câmpus, a reitora, os cinco pró-reitores e a assessora internacional. Foi um momento muito importante para discutirmos os rumos da educação pública e tecnológica em nosso país e de compartilharmos experiências exitosas da nossa Rede. Tivemos reuniões, palestras, apresentações e debates acerca da educação profissional e sua inserção no mundo. A palestra proferida pelo sociólogo Domenico De Masi no sábado foi um dos pontos altos dos evento, provocando reflexões importantes sobre nosso papel de educadores. E ainda mais, de que precisamos nos unir para enfrentar a crise por que passa nosso país. Somos mais fortes unidos e solidários!

Acreditamos que a educação profissional saiu fortalecida do evento. A realização dos dois eventos simultaneamente foi uma ótima ideia e esperamos que os acontecimentos ocorridos em Espírito Santo impactem positivamente em toda a Rede Federal.

Carta de Vitória e mobilização!

O ponto alto do encerramento foi a apresentação da Carta de Vitória, um documento em que os dirigentes comprometem-se com a luta pela qualidade da educação e se posicionam sobre a atual situação política do Brasil. A carta traz o posicionamento da Rede sobre cinco temas específicos: a reforma do Ensino Médio; a PEC 241, que fixa limites de investimento pelo governo; o PL 257 que trata dos direitos trabalhistas, o quadro orçamentário e financeiro de 2016; e a LOA 2017. Leia a carta na íntegra aqui.

A Carta de Vitória foi o ponto de partida para uma mobilização em todos os Institutos Federais. No país todo, os câmpus e a reitoria leram a Carta às 11h e durante todo o dia 29 ocorreram eventos e servidores foram convidados a vestir as cores da instituição, branco e verde. Realizamos também o mesmo ato na Reitoria (foto).

Reditec

reuniao_reditec_editadaDurante a Reditec, participamos de diversos debates, muito produtivos. Na segunda-feira, dia 26, participamos da reunião regional, com representantes dos institutos federais Catarinense, Farroupilha, Rio Grande do Sul, Sul-riograndense e Paraná. Pautamos temas importantes, debatemos e fizemos encaminhamentos para fortalecimento da rede.

Foi reforçada a necessidade de viabilizar um fórum regional permanente para discussão das demandas comuns dos nossos institutos. Também levantamos a possibilidade de intercalar de forma bianual eventos de pesquisa, extensão e inovação nacionais e regionais, combinando-os com a manutenção de eventos institucionais e locais.

Outros assuntos trazidos pelo grupo foram a qualificação de servidores, a proposta de elaboração de um programa na área de gestão pública, a reposição de vagas de servidores aposentados e a mobilização política em defesa dos institutos. Também defendemos a manutenção de programas como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, o Pibid.

Em relação à internacionalização dos institutos, foi abordada a validação de diplomas, a regulamentação das instituições com oferta de cursos binacionais, e, muito importante, a continuação dos programas de intercâmbio. A articulação dos institutos em programas de educação a distância também fez parte do debate.

ifsc-reditec-experienciasExperiências exitosas – Apresentamos três relatos de experiências exitosas desenvolvidas pelo nosso instituto: o Barco Escola do Câmpus Itajaí, representando a Extensão, o Conectando Saberes, do Câmpus Jaraguá do Sul, no Ensino, e Ideias Inovadoras, na Pesquisa. Ficamos muito orgulhosos em apresentar nossas experiências nos três eixos de atuação e em partilhar o que temos de melhor!

WFCP 2016 – Acompanhamos também o Congresso Mundial dos Colleges e Politécnicos, WFCP 2016, que debateu as novas tendências da educação profissional e tecnológica. Foi possível conhecer como essas escolas abordam o ensino, a pesquisa e a extensão em seus diferentes contextos, tanto em nível nacional quanto internacional. Palestrantes de renome internacional nos ajudaram a pensar o futuro da educação profissional e tecnológica. Veja mais sobre o evento aqui.

Outros assuntos:

Codir– Realizamos ontem uma webconferência com os diretores para apreciar a proposta de constituição do Comitê de Assistência Estudantil e para a adequação do PAT – Plano Anual de Trabalho, tendo em vista uma emenda na LOA 2017. Após debates foi definida a constituição do Comitê: reitor, cinco representantes, sendo um de cada pró-reitoria, um diretor geral, um chefe Depe/DAE, cinco representantes das coordenações pedagógicas e cinco alunos. Sendo que as representações são prioritariamente de câmpus distintos. No PAT, decidimos a distribuição linear do valor previsto a mais na LOA, com destaque para o IFSC rede que fica com o mesmo percentual, aplicando esse recurso em Pesquisa, Extensão e Inovação.

CTI– Tivemos hoje reunião do Comitê de Tecnologia da Informação e discutimos o uso do moodle no IFSC, funcionamento dos e-mails dos estudantes e o Plano Diretor de Tecnologia da Informação, o PDTI.

bolo_ifscAniversário do IFSC – Fechamos a semana com a comemoração dos 107 anos do IFSC com bolo para nossos servidores nesta sexta-feira.

Até a próxima semana!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.