Codir, inauguração e capacitação de servidores

Olá!

Logo no início desta semana tivemos uma experiência bem interessante com a realização da reunião do Colégio de Dirigentes (Codir) via webconferência. Optamos por tomar essa medida em função das restrições orçamentárias e financeiras pelas quais estamos passando, o que inviabiliza o pagamento das diárias e passagens aos diretores dos câmpus que não estão na Grande Florianópolis. O uso dessa mediação tecnológica, que temos à nossa disposição, foi bastante positivo e a reunião, muito produtiva. É bom observar como, em tempos de restrição, é possível dispor de alternativas como essa, que poupam tempo e deslocamento e permitem a interação em tempo real com servidores que estão em todo o estado.

Um dos assuntos discutidos na reunião do Codir foi a questão dos professores substitutos para 2016. Decidimos pela realização de dois períodos para seleção de substitutos: um em janeiro e outro em fevereiro. Os câmpus deverão ter em vista esses dois períodos para solicitar as contratações que atendam às suas demandas de pessoal, considerando tanto os docentes que se afastam para capacitação quanto os que eventualmente assumam cargos de gestão.

O Codir aprovou também a composição do Comitê de Política de Segurança da Informação (PSI), política esta que será implementada em nossa instituição atendendo a uma resolução do Tribunal de Contas da União (TCU). Esse comitê será composto pela diretoria executiva, diretoria de TI e representantes das áreas de ensino, pesquisa, extensão, gestão de pessoas, administração, DTIC, bibliotecas e gestão documental. A primeira reunião do comitê será realizada em março, quando será designada a comissão que vai elaborar a PSI.

Conversamos ainda sobre a transição do Codir, com a proposta de ambientação dos diretores que tomarão posse no ano que vem. No dia 2 de fevereiro pela manhã será realizada a primeira reunião de 2016. No período da tarde do dia 2 e nos dias 3 e 4 será feita a integração e capacitação dos novos dirigentes, que assumem a tarefa de atuar como diretores dos nossos câmpus nos próximos quatro anos. É certo que teremos muitos desafios para enfrentar, mas com diálogo e união conseguiremos avançar para prestar um serviço cada vez melhor para a sociedade.

Debatemos também sobre as diferentes formas de ingresso no IFSC e sobre como podemos avançar tendo em vista os desafios da inclusão. Temos várias possibilidades para serem debatidas nos câmpus, uso do Enem, Sisu, sorteio e análise socioeconômica, assim como nosso exame de classificação e vestibular. Combinamos que em fevereiro vamos retomar esse tema com as análises e propostas dos câmpus.

Inauguração

inauguracao_criciumaFoi uma grande alegria participar, na quinta-feira, da inauguração da nova quadra poliesportiva do Câmpus Criciúma, que vai qualificar as aulas de educação física e demais atividades desportivas realizadas naquele câmpus. A quadra tem uma infraestrutura completa, com vestiários, salas de aula, depósito, plataforma elevatória para cadeirantes, cozinha com churrasqueira e arquibancada com capacidade para 240 pessoas. É muito bom participar de momentos como esse, que simbolizam muito para a nossa instituição. Temos que trabalhar para uma educação plena que valorize o esporte, a arte e a cultura, e espaços assim proporcionam isso.

Aula inaugural Pronatec

Na sexta-feira, acompanhei a aula inaugural dos cursos ofertados por meio do Pronatec Serviços Públicos para servidores da instituição. É uma oportunidade de qualificação muito rica para os nossos servidores, que começam agora as atividades dos cursos FIC de Auxiliar Pedagógico, Assistente de Recursos Humanos e Assistente Administrativo. Parabenizo as equipes do Cerfead e da DGP que trabalharam na organização dessa capacitação e desejo excelente trabalho aos professores e alunos!

Outros assuntos

• Transição: Dando prosseguimento à série de reuniões nos diversos setores da Reitoria para tratar da transição, realizamos outros dois encontros nesta semana. Na terça-feira conversei com a equipe da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proppi) e hoje com a Diretoria de Gestão de Pessoas (DGP). O foco dessas conversas tem sido os desafios que temos em cada área, identificando demandas e construindo juntos uma transição de gestão tranquila e segura.

qualificacao-roberto• Bancas: Participei também de duas bancas de qualificação de doutorado do programa de Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) da UFSC: na terça, de Roberto Kern Gomes (foto), e na quinta, de Sueli Maria Carreira. É muito bom poder dar esse tipo de contribuição como professora, participando da formação desses acadêmicos.

E hoje à noite vamos confraternizar e comemorar o final deste ano, que foi bem difícil mas que superamos, com união e comprometimento de todos! Na próxima semana, antes do recesso de final de ano da instituição, vou fazer aqui um balanço do ano de 2015, que foi de muito trabalho! Até lá!

 

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.