Inaugurações de câmpus

Olá!

_HBZ0884Inauguração de câmpus é sempre um momento emocionante. É o resultado do trabalho de muitos servidores. É a concretização do sonho de uma comunidade inteira. É oportunidade para os alunos. Desde semana passada, estamos vivenciando esses momentos, cada um com a sua história.

inauguracao_itajai_IFSCComo eu tinha contado por aqui, na sexta-feira foi a inauguração do Câmpus Itajaí, uma obra que atrasou por irresponsabilidade de uma construtora e que tivemos que brigar na Justiça para conseguir finalizar. Toda essa luta se transformou em emoção na solenidade. Superamos essas dificuldades para dizer para essa cidade que estamos presentes para ofertar educação profissional de qualidade. A história desse câmpus vai ficar marcada pelo exemplo de luta e pelo esforço de todos.

inauguracao_garopaba_IFSCNesta semana, na terça-feira, foi a vez de Garopaba ganhar sua sede própria do IFSC. Tivemos um caso muito especial nesse município, no qual a Prefeitura adquiriu o conjunto de terrenos para construir o câmpus. Muitos desafios foram enfrentados e vencidos de forma coletiva, e é por isso que conseguimos estar em todos esses locais. E um momento emocionante foi a homenagem feita ao ex-prefeito Luiz Nestor, que faleceu em 2013 em decorrência de um tumor cerebral, e que apoiou a nossa ida ao município desde o início.

Hoje à noite, temos a inauguração do Câmpus Tubarão e não tenho dúvidas de que será emocionante também. Em 2005 a Rede Federal tinha 140 câmpus no País, e dez anos depois já são 562. Isso é resultado da decisão do governo de investir na educação profissional pública. E quem ganha com isso é a sociedade brasileira que tem mais oportunidades de se qualificar. Essa é nossa missão e o que nos motiva todo dia.

Encontro EPE

Nesta semana, tivemos mais um encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFSC em que reunimos servidores que atuam nessas áreas de todos os câmpus e da Reitoria. Essa reunião é fundamental para alinharmos o trabalho e aprimorarmos o nosso fazer diário.

Defendemos a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão, então é fundamental que haja essa integração e o entendimento das ações de cada área e de como fortalecê-las. Destaquei também que precisamos avançar no nosso processo de ingresso – para que seja inclusivo efetivamente – e de permanência, para que nossos alunos tenham êxito na sua vida acadêmica.

Outros assuntos

• Reunião com alunos: me encontrei nesta semana com estudantes do Câmpus Palhoça-Bilíngue. Estamos enfrentando uma situação difícil em relação à falta de tradutores intérpretes, não só nesse câmpus, mas estamos buscando uma solução administrativa. Nesse sentido, foi muito boa a vinda do secretário do MEC, Marcelo Feres, na semana passada, para que expuséssemos mais uma vez essa questão e assim reforçamos a necessidade de resolver esse impasse e de melhor atender às pessoas com deficiência. Estamos empenhados em chegar a uma solução.

• Babel IFSC: participei da abertura do encontro realizado na quarta-feira em que foram discutidos programas e ações relacionados à área de línguas no IFSC. Sabemos que ainda precisamos ir além, mas destaco que já avançamos muito na área. Já nos enxergamos como uma instituição que tem um trabalho em línguas forte a ponto de sermos demandados por outras instituições.

• UTFPR: tive uma reunião com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UTFPR, Fábio Kurt Schneider. Já temos um doutorado interinstitucional (Dinter) em Engenharia Elétrica com essa instituição e discutimos possibilidades de novas parcerias para intensificar as pesquisas aplicadas. O professor veio nos mostrar como a universidade pode se aproximar dos IFs e juntos podemos avançar mais rapidamente. Em agosto, teremos uma nova reunião para pensar em áreas para desenvolver programas de pós-graduação, principalmente pensando em mestrados profissionais.

• Mudança na gestão: tive ainda uma reunião com servidores da Pró-Reitoria de Administração para tratarmos da transição do diretor da área, Rafael Zanin, que decidiu voltar para o Câmpus Joinville. Quem assume o cargo é a servidora Sibelle Cardoso, que já era a substituta do Rafael. Então será uma continuidade natural e os servidores compreenderam o momento.

Até a próxima semana!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.