5 anos de Instituto Federal

Neste mês, no dia 29 para ser mais exata, a lei 11.892, que instituiu a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e criou os Institutos Federais, completa cinco anos. Para marcar a data, tivemos nesta semana um ato comemorativo em Brasília com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e dos reitores e dirigentes da Rede e do MEC.

IFSC_evento_5anosNa cerimônia, foi destacada a expansão da educação profissional a partir da criação da Rede Federal. No caso do IFSC, em 2008, tínhamos sete câmpus. Hoje, já contamos com 21. Mais do que um crescimento numérico, constatamos, ao longo desses anos, um salto na qualidade de vida das pessoas que tiveram e continuam tendo a oportunidade de estudar conosco.

Essa expansão em relativamente pouco tempo foi desafiadora. Primeiro, foi uma quebra de paradigma para começarmos a atuar em mais cidades e em várias modalidades de ensino. Depois, até em termos de infraestrutura, tivemos que nos desdobrar para buscar oferecer locais adequados – nem sempre os ideais – para que a oferta de uma educação pública, gratuita e de qualidade já pudesse ser iniciada.

bolo_5anosSabemos que há pontos em que precisamos melhorar e estamos sempre olhando nessa direção. Mas estamos, ao mesmo tempo, orgulhosos do que já fizemos até o momento. Quando tenho a oportunidade de estar nos câmpus, conversando com nossos alunos, fico emocionada ao ver que realmente ajudamos a melhorar a vida das pessoas. São tantas histórias bonitas de superação que nos motivam a seguir em frente com esse trabalho desafiador, mas recompensador.

Reunião Conif

Participei nesta semana também de mais uma reunião do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif. Tivemos a eleição para a nova diretoria. Tínhamos duas chapas inscritas, mas na terça – antes da reunião – fizemos uma reunião de consenso e montamos uma só chapa para termos uma diretoria mais fortalecida. A intenção de todos ao unir as duas chapas é nos comprometemos no fortalecimento, superando as diferenças.

nova diretoria ConifO novo presidente do Conif é o reitor do Instituto Federal Fluminense, Luiz Augusto Caldas (segundo à direita). O reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Belchior Oliveira Rocha (segundo à esquerda), é o novo vice-presidente. Fazem parte da diretoria mais dois reitores, Paulo Rogério Guimarães (à esquerda), do Instituto Federal do Sudeste Minas Gerais, e José Bispo Barbosa (à direita), do Instituto Federal de Mato Grosso. Estabelecemos ainda um conselho de gestão formado por mais quatro reitores, do qual faço parte.

Na reunião, tratamos do Reconhecimento de Saberes e Competências. O representante titular do Conif no Conselho Permanente para o Reconhecimento de Saberes e Competências da Carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, Sérgio Pedini, trouxe a última versão da minuta da regulamentação já aprovada no conselho permanente. A proposta aprovada pelo CPRSC diminui a exigência de critérios e pontuações, de forma diferenciada aos docentes com mais de 15 anos de exercício. Essa versão foi encaminhada para o Conselho Jurídico do MEC para aprovação final. A nossa expectativa é que saia em breve a portaria de regulamentação para cada instituto aprovar no Conselho Superior a sua proposta interna. Depois dessa aprovação, a proposta de cada Instituto deverá voltar para o conselho permanente para homologação.

reuniao_brasilia_5anosTratamos ainda da ascensão à classe titular, cuja proposta de regulamentação feita pela comissão do IFSC será adotada como base aos demais institutos. O trabalho feito pela nossa comissão foi elogiado pelo Conif e decidimos que serão feitos dois destaques importantes que levarei à comissão para análise: a questão de considerar a carga horária em sala de aula e as condições para defesa de tese inédita que poderá ter uma regulamentação específica. Chamarei uma reunião com a comissão semana que vem.

Disponibilizo aqui os documentos apresentados na reunião, com apresentações dos Fóruns de Desenvolvimento Institucional (FDI) e da Setec, para nossos servidores acompanharem os dados, discussões e encaminhamentos feitos pelo Conif.

Gestão dos câmpus da expansão

Nesta semana, tivemos o processo de consulta para indicação da gestão dos câmpus da Expansão II. Optamos por fazer isso no IFSC para a ampliação e consolidação da gestão democrática no nosso Instituto. Servidores dos câmpus Caçador, Canoinhas, Criciúma, Garopaba, Gaspar, Itajaí, Lages, Palhoça Bilíngue, São Miguel do Oeste, Urupema e Xanxerê puderam se manifestar por meio do voto secreto. Em três câmpus, tivemos duas equipes concorrendo. Nos demais, tivemos apenas uma equipe inscrita. Em alguns casos, se mantiveram os mesmos servidores que já estão na gestão; em outros, tivemos novos candidatos.

Parabenizo os envolvidos no processo e, principalmente, as novas equipes gestoras. Contamos com o comprometimento de todos para darmos continuidade ao trabalho e buscarmos avançar ainda mais na gestão em rede e solidária.

Para conferir o resultado, clique aqui.

Agradeço aos diretores Jorge Pereira, Margarida Hahn, Sandra Scremin, Vanderlei Mello e Widomar Carpes pelo empenho e dedicação à implantação. O trabalho de vocês marca cada um dos câmpus e todo o IFSC!

Projetos contemplados

Recebemos nesta semana outra notícia muito boa: fomos o Instituto Federal que mais aprovou projetos no edital da Setec e do CNPq específico para os Institutos Federais. Isso demonstra o nosso empenho e o nosso interesse em receber esse financiamento para viabilizar os nossos projetos de pesquisa aplicada e extensão tecnológica.

Dos 51 projetos inscritos pelo IFSC, 36 foram aprovados. Os câmpus Araranguá, Canoinhas, Chapecó, Florianópolis, Gaspar, Lages, São José, São Miguel do Oeste e Urupema tiveram projetos aprovados. A aprovação de 70% dos projetos inscritos pelo IFSC mostra a qualidade dos nossos trabalhos. Demonstra também que nossa articulação com o setor produtivo está no caminho certo.

Parabéns aos servidores contemplados! Já estamos ansiosos para ver os resultados dos projetos. Teremos um novo edital ano que vem e queremos fomentar e apoiar todos os projetos que possam se desenvolver no IFSC.

Reunião Sinasefe-SC

E nesta tarde, participo de uma reunião com o Sinasefe-SC para discutir questões de carreira, jornada de trabalho e pauta interna de reivindicações. Estamos abertos para esse diálogo, pois nosso trabalho é sempre pensando no melhor para os servidores e para a instituição. E, nesse sentido, é fundamental que todos estejam satisfeitos com seu trabalho e sintam-se parte necessária para que o IFSC exerça sua função social e cumpra sua missão. Na próxima semana trago mais detalhes sobre esse encontro.

Até lá!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *