Recursos e Itajaí

Boa tarde!

Começo o post desta semana compartilhando duas notícias muito boas: o apoio da bancada federal catarinense aos projetos do IFSC e a publicação do edital para a retomada das obras do Câmpus Itajaí. Estou muito feliz com essas ações que representam muito para o IFSC.

Como falei aqui no blog na semana passada, estive em Brasília para solicitar recursos para o Fórum Parlamentar Catarinense. E fiquei muito contente quando recebi nesta semana ligação de parlamentares sinalizando positivamente para o nosso pedido, de maneira que vão apoiar a liberação dos recursos solicitados por meio da emenda da bancada parlamentar catarinense.

Na lista de projetos que serão viabilizados com a vinda desses recursos, junto com a contrapartida institucional, estão um Restaurante Estudantil para o Câmpus Florianópolis; a reforma e ampliação do Câmpus Joinville; a construção de quadras cobertas para os câmpus Araranguá, Caçador, Canoinhas, Chapecó, Criciúma, Gaspar, Lages, São Miguel do Oeste, Tubarão e Urupema; a construção de ginásios para os câmpus Jaraguá do Sul, Joinville e Geraldo Werninghaus; a construção de auditórios nos câmpus Araranguá, Caçador, Chapecó, Garopaba, Geraldo Werninghaus, Palhoça Bilíngue, Tubarão e Urupema; além da finalização das obras do Câmpus Itajaí e do início da construção do Câmpus Avançado São Lourenço do Oeste – que ainda depende da aprovação do MEC para de fato ser executada.

As emendas feitas ao Orçamento Geral da União são propostas em que os parlamentares podem apoiar na destinação de recursos públicos. É a primeira vez que o IFSC recebe emenda da bancada federal catarinense. As emendas de bancada são coletivas, de autoria dos deputados e senadores de cada Estado ou região. Anteriormente, principalmente para possibilitar a nossa expansão, recebemos emendas individuais. Esse apoio coletivo mostra a importância do IFSC para a nossa sociedade e para avançarmos mais rapidamente como necessita nossa população. Temos um acordo com os parlamentares em apoiar também o Instituto Federal Catarinense (IFC) com os recursos que recebermos. Vamos verificar como viabilizar esse compromisso a fim de fortalecer nossa parceria pela educação profissional.

Agora a liberação dos recursos depende do Governo Federal, já que essas emendas podem ou não ser incorporadas ao texto final do Orçamento aprovado pelo Congresso, dependendo da apreciação dos parlamentares que pertencem à Comissão Mista de Orçamento. Mas já termos recebido esse retorno dos parlamentares foi uma grande vitória política de apoio e reconhecimento ao IFSC.

Obras de Itajaí

Para completar a semana, foi publicado nesta sexta-feira o edital para contratar a nova construtora que dará andamento às obras do Câmpus Itajaí. Demoramos um pouco mais do que esperávamos por causa da complexidade em refazer todo o orçamento para a montagem do edital e do processo judicial ainda em andamento. Parabenizo a equipe da Pró-Reitoria de Administração pelo empenho e dedicação a este edital que será executado pelo Regime Diferenciado de Contratações (RDC). Finalizar essa obra é nossa maior prioridade depois de todo o problema que enfrentamos com a construtora que não cumpriu com o que foi contratado.

SONY DSCCompartilho aqui o edital. As empresas podem se inscrever até 12 de fevereiro do ano que vem. Todo o processo envolverá a adequação do Projeto Básico, realização de sondagem, elaboração do Projeto Executivo e execução das obras para finalização do câmpus. O prazo deve ser, no máximo, de 330 dias a partir do início dos trabalhos.

Sabemos que o anseio da comunidade é que a nova estrutura esteja em funcionamento o quanto antes e tenham a certeza de que trabalhamos muito para isso. A demora ocorre agora pelo próprio prazo legal do processo de licitação que é mais complexo pela continuidade da obra e pelo tempo normal da finalização.

Em breve, teremos a estrutura que a cidade, os servidores e alunos merecem e que, sem dúvida alguma, é necessária para o desenvolvimento do câmpus e das pessoas. Mas, por enquanto, mais importante é o que estamos todos fazendo e constituindo o câmpus. E creio que vocês concordam comigo quando digo que, mesmo com essas condições adversas, já fizemos diferença e continuamos fazendo na vida das pessoas da região.

E vamos em frente que temos muito trabalho!

Gestão Universitária

coloquio_gestao_mesaDe quarta a sexta participei do XIII Colóquio Internacional sobre Gestão Universitária nas Américas, que ocorreu em Buenos Aires, na Argentina. O tema central do XIII Colóquio Internacional sobre Gestão Universitária nas Américas foi Desempenho Acadêmico e Eficácia Social da Universidade. Entre os objetivos do encontro, estão fortalecer a interface entre universidades da região e maximizar estudos sistemáticos sobre teorias e modelos de gestão aplicados às universidades.

Participei do painel sobre a integração regional do sistema de educação superior. Falei da inserção regional dos institutos federais, dos eixos formativos e da proposta de verticalização do ensino. Destaquei ainda a questão da identidade dos institutos com os arranjos produtivos locais e com a inclusão social.

coloquio_gestao_reitoraApresentei ainda um artigo sobre compras compartilhadas no IFSC, feito com os servidores Érico Madruga, Walquíria Martins e Elisa Flemming, ressaltando nossos avanços e a melhoria com os gastos públicos. Outros servidores do IFSC também participaram desse importante evento que foi muito bom! Pudemos trocar experiências, conhecer novos estudos e refletir sobre como podemos melhorar a gestão de nossa instituição.

Outros assuntos

  • Extensão: na segunda-feira, participei da abertura da Reitoria Itinerante no Câmpus Florianópolis com o tema “Extensão no IFSC”. O encontro teve como objetivo apresentar, debater e discutir a forma como podemos intensificar as ações de extensão no IFSC. Destaquei a importância da articulação do ensino, pesquisa e extensão para a formação de nossos alunos e para nossa inserção na comunidade.
  • EaD: na segunda à noite, participei a distância da aula inaugural do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública dos polos São José, Palmitos, Cachoeira do Sul, Campos Novos, Foz do Iguaçu e Jales. Desejo boas-vindas aos nossos alunos que conseguimos atingir graças a Educação a Distância, que amplia nossa atuação e dá essa oportunidade de estudo para mais pessoas.
  • Sinasefe: ainda nesta semana, na terça, tive uma reunião com a nova Coordenação Geral do Sinasefe-SC. Tratamos de temas importante aos servidores, carreira, jornada de trabalho e a necessidade de articulação entre a instituição e o sindicato para avançarmos nessas questões tão importantes. Na segunda, dia 2, vou estar presente em reunião com os sindicalizados para debatermos esses temas.
  • Gestão democrática e consolidação dos câmpus: tivemos essa semana uma rodada de visitas feitas pela Reitoria, para apresentação parcial dos resultados da autoavaliação institucional, conduzida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) em todos os 11 câmpus da Expansão II. Além da avaliação, tivemos o preenchimento do formulário com as ações imprescindíveis para o fortalecimento de cada câmpus, processo esse que irá culminar com a escolha da equipe gestora pelos próximos dois anos. É um processo complexo, mas que deve fortalecer e comprometer mais ainda todos com objetivo comum de melhorar e avançar mais.
  • Lembrete: nesta segunda-feira, terminam as inscrições para os nossos cursos Proeja, voltados à educação de jovens e adultos e dos cursos técnicos do Câmpus Palhoça Bilíngue, voltados à educação de surdos. Quem quiser mais informações, pode acessar nosso site do Ingresso, www.ingresso.ifsc.edu.br. Temos várias oportunidades abertas!

É isso! Espero que tenham gostado das boas notícias assim como eu. Um excelente final de semana a todos!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *