Brasília, reuniões e Política de Comunicação

Boa tarde!

Nesta semana, tivemos momentos marcantes para nosso País e para nossa instituição. Na segunda-feira, estive em Brasília para participar da cerimônia de sanção da lei nº 12.858/2013, que destina 75% dos royalties do petróleo e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para a educação. O evento contou com a presença da presidente da República, Dilma Rousseff.

brasiliaA destinação dos royalties de petróleo para a educação era um anseio nosso. Junto com os demais reitores que compõem o Fórum de Reitores das Instituições Públicas de Santa Catarina, chegamos, inclusive, a publicar uma moção em defesa da medida provisória.

Essa lei representa um momento histórico, pois permitirá que o Brasil se desenvolva mais, aplicando recursos em áreas necessárias para impulsionar seu crescimento. Foi uma cerimônia muito bonita e emocionante, pois havia muitos estudantes presentes. Ver a felicidade desses alunos foi uma certeza de que a lei é uma conquista e será muito importante para que a educação seja vista como instrumento de mudança social e pessoal.

Política de Comunicação

Outro momento marcante nesta semana foi o lançamento oficial da Política de Comunicação do IFSC. Como eu havia comentado anteriormente no blog, o documento traça diretrizes e estratégias para a comunicação do nosso Instituto e foi resultado de uma construção coletiva envolvendo nossos servidores e também outros públicos considerados estratégicos para nós.

SONY DSCO evento de lançamento foi realizado na tarde desta sexta, no auditório da Reitoria, e transmitido para todos nossos câmpus pela TV IFSC. Contamos com a presença do consultor Wilson Bueno, que nos auxiliou nesse projeto, e da jornalista da Embrapa Kátia Pichelli, que compartilhou conosco a experiência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, uma referência na área após a implementação de sua política de comunicação.

Tivemos também a presença de representantes de outras instituições – como UFSC, Udesc e IFPR – que vieram conhecer a nossa Política. Ficamos felizes de ver que estamos sendo vistos como uma referência. A construção da nossa Política de Comunicação, da maneira coletiva como foi feita, é uma iniciativa pioneira na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

SONY DSCFoi um grande desafio, mas ficamos orgulhosos de termos chegado até aqui. Agora vem a parte mais difícil que é a implementação. Mas contamos com o comprometimento dos servidores para aplicarmos na prática as diretrizes que construímos juntos. Esperamos assim melhorar nosso relacionamento com os diversos públicos estratégicos do IFSC.

Quem quiser conferir nossa recém-lançada Política de Comunicação, o documento está disponível no ambiente virtual que fizemos especialmente para divulgar todo o processo.

Assembleia PPI

Na quinta, participei da assembleia do Projeto Pedagógico Institucional. No evento, os delegados dos câmpus e da Reitoria apreciaram o texto do novo PPI, que passará ainda pelas aprovações do Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) e do Conselho Superior (Consup).

SONY DSCEsse evento faz parte do processo de construção do nosso Plano de Desenvolvimento Institucional 2014 – 2018, fundamental para refletirmos sobre nossa atuação e definirmos o nosso futuro. O documento do PPI tem que ser capaz de expressar a complexidade que é o IFSC e fazer com que os servidores se enxerguem dentro dessa concepção.

Foi um dia cansativo, mas muito produtivo. Gostaria de agradecer a todos os servidores que colaboraram muito com a discussão e a construção e destaco o trabalho do pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, Andrei Cavalheiro, à frente desse processo e de todas as comissões.

Outros assuntos

  • Posse – Nesta sexta de manhã também tivemos a posse de 32 novos servidores aprovados no concurso público desse ano. É bom vermos a felicidade deles e da família que participa desse momento. Esperamos que sejam felizes no IFSC e que entrem comprometidos com a instituição. Como uma instituição pública de educação, temos uma grande responsabilidade e agora contamos com vocês para atender às expectativas que a sociedade nos deposita.
  • criciumaCriciúma – Na quarta, fui ao Câmpus Criciúma para uma reunião com os servidores. Essas visitas fazem parte de uma avaliação que estamos fazendo nos câmpus da expansão para analisar o que já foi feito e discutirmos a gestão para os próximos anos. Quero partilhar a responsabilidade da gestão de cada câmpus com todos os servidores. Vamos visitar todos os 11 câmpus da expansão para conversar com os servidores sobre o processo de escolha da gestão, para que atenda da melhor forma os anseios da comunidade acadêmica.
  • Obras – Aproveitei a viagem a Criciúma para visitar as obras do Câmpus Tubarão. É muito bom ver o projeto avançado. Estamos empolgados em iniciar a oferta de cursos na cidade no ano que vem.
  • Coordenadores de cursos – O MEC divulgou a portaria com a liberação de 96 funções comissionadas de cursos para o IFSC. Com essa quantidade, vamos conseguir atender os nossos coordenadores de cursos técnicos, de graduação e pós-graduação stricto sensu. Já solicitamos às direções-gerais dos câmpus as indicações de nomes para fazer as portarias de nomeações. Inclusive, me reuni nesta semana com os coordenadores de cursos do Câmpus Florianópolis que aguardavam por essas funções.

E hoje vou para Jaraguá do Sul para participar da formatura dos cursos técnicos do câmpus. Amanhã, prestigio as formaturas dos cursos superiores e técnicos do Câmpus Joinville. Bom final de semana a todos!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *