Manifestações e Conselho Superior

Atualizado em 25/06/2013

Quero começar o blog falando sobre o momento histórico que estamos vivendo. As manifestações são importantes para fortalecer a democracia e devem servir para o País crescer encontrando caminhos e soluções mais rápidas e efetivas para seus problemas. O movimento, que iniciou pela redução no preço das passagens do transporte coletivo, foi além e é importante focar em causas essenciais. Considero a destinação de 10% do PIB e dos 100% dos royalties do petróleo para a Educação, a derrubada da PEC 37 e medidas fortes para combater a corrupção temas fundamentais.

manifestacaoDestaco a necessidade de o movimento ser pacífico, pois repudio toda e qualquer forma de violência que interfere de modo negativo, criando dificuldades para sairmos dessa crise com ganhos para a sociedade e para a democracia. Com o nosso trabalho no IFSC, buscamos dar parte dessa contribuição para melhorar o País, mas sabemos que muito ainda precisa ser feito.

Conselho Superior

Nesta semana, tivemos mais uma reunião do Conselho Superior do IFSC, nosso órgão máximo consultivo e deliberativo. Tivemos uma extensa pauta, mas conseguimos encaminhar vários pontos.

Aprovamos os novos regimentos internos do Colegiado de Ensino Pesquisa e Extensão e do Colegiado de Desenvolvimento de Pessoas, uma resolução sobre atividades de extensão e a criação dos Núcleos de Educação a Distância. Outros pontos da pauta foram a prestação de contas da Comissão de Ética, a aprovação de três cursos, a apreciação de resoluções ad referendum e a assistência estudantil.

SONY DSCDurante a reunião, a presidente da Comissão de Ética do IFSC, Gleicy Correa Nunes Marques, apresentou uma prestação de contas das atividades da comissão. Gostaria de destacar a importância dessa comissão como instância consultiva em questões éticas. O grupo vem atuando de maneira preventiva e educativa, o que é muito bom, pois prezamos pela ética em tudo o que fazemos e esperamos comportamentos éticos de todos os servidores.

O Consup também aprovou a criação dos Núcleos de Educação a Distância que serão espaços destinados ao desenvolvimento das atividades pedagógicas e administrativas relativas à oferta dos cursos à distância de cada câmpus. Isso não interfere na discussão sobre a institucionalização da EaD que estamos promovendo neste ano no IFSC, mas reforça a importância dessa modalidade que nos permite ultrapassar as fronteiras geográficas.

Os conselheiros aprovaram ainda a minha viagem para Alemanha na primeira semana de julho. Vou integrar a delegação brasileira em um grupo de cinco reitores dos Institutos Federais – um de cada região do País – que viajará a convite do Ministério da Educação para sermos observadores do WorldSkills International, competição de educação profissional que reúne estudantes de todo o mundo.

Mudança em São José

blog_posse_nicanorTeremos uma mudança na direção-geral do Câmpus São José. Por questões pessoais e profissionais, o professor Nicador Cardoso renunciou ao cargo de diretor-geral. O atual diretor de Ensino, Pesquisa e Extensão do câmpus, Marcílio Lourenço da Cunha, assume a direção interinamente até que as novas eleições sejam realizadas num prazo de até 90 dias. Quero agradecer ao professor Nicanor por esse período em que esteve à frente da direção do câmpus e também sua participação nos colegiados do IFSC, sempre com o intuito de fortalecer a nossa Rede. Vamos sentir a sua falta e desejo sucesso na nova etapa.

Orçamento

Participei nesta quinta-feira de manhã da abertura da reunião com chefes de Administração do IFSC. Falamos sobre a matriz orçamentária para o ano que vem, que ainda está em discussão no Conif e no MEC. A Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica apresenta novas diretrizes em que a matriz dependerá do nosso esforço em otimizar investimentos. A intenção é que o MEC aumente o repasse para as instituições de acordo com o que conseguirmos aumentar em termos de investimento também.

SONY DSCEsclareci também que os recursos para as obras da expansão não saem do orçamento dos câmpus, mas sim do MEC, em forma de reestruturação e descentralizações, que dependem de uma boa execução orçamentária para se efetivar. Por isso a importância da reunião para que melhoremos essa situação. Este ano, também serão iniciadas duas importantes ampliações: dos câmpus Florianópolis-Continente e Urupema.

A definição da nossa matriz orçamentária deve sair da próxima reunião do Conif nos dias 3 e 4 de julho. Este ano, diferentemente dos outros, existe uma comissão paritária (Conif/Setec), que está atuando coletivamente para a aplicação das diretrizes e indicadores da melhor forma.

Eleição Colegiados

Na última semana, tivemos a eleição para a escolha de representantes para os principais fóruns do IFSC. Os novos representantes podem ser conferidos no site http://eleicoes.ifsc.edu.br e começam a exercer sua representatividade a partir das reuniões de julho de cada um dos fóruns.

Gostaria de parabenizar todos os servidores e alunos que se candidataram às vagas. Precisamos de uma comunidade acadêmica comprometida com a nossa instituição. Defendemos uma gestão participativa e democrática. E os nossos colegiados são os principais espaços formais para que todas as categorias exponham seus anseios e suas ideias. Destaco também o árduo trabalho da comissão eleitoral, responsável por um processo tranquilo e muito bem executado.

Outros assuntos

  • Conaes: estive em Brasília na terça-feira para mais uma reunião da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior.
  • IFB: fui nomeada conselheira do Conselho Superior do Instituto Federal de Brasília e participei de tarde da reunião desse importante conselho. Espero poder contribuir com a melhoria e o desenvolvimento do instituto coirmão.
  • Outras reuniões: esta semana também me reuni com a direção e os professores do Câmpus Jaraguá do Sul e tratamos das necessidades emergenciais dos cursos. Também tive uma reunião com a direção do Câmpus Palhoça-Bilíngue para encaminharmos demandas e projetos importantes.
  • Orgulho: soubemos nesta semana que um ex-aluno nosso, o Eduardo dos Santos, do curso de Gestão de Tecnologia e Informação do Câmpus Florianópolis, foi aprovado no curso de doutorado em Oxford. Estamos orgulhosos! Parabéns, Eduardo! Que sua dedicação e competência te leve muito longe!
  • mc_jbPalestra: Esta tarde ainda assisti à palestra do ministro Joaquim Barbosa na Fiesc, uma verdadeira aula de direito e cidadania.

Domingo teremos nosso vestibular! Desejo uma prova tranquila a todos, tanto para quem trabalha na execução quanto para as pessoas que querem estudar no IFSC. Atuamos para corresponder as expectativas e necessidades de vocês!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.