Eventos e reuniões

Boa tarde!

SONY DSCQuero iniciar o post desta semana falando do grande evento que participei e que foi organizado pelo IFSC em parceria com a UFSC: o EaDSimp 2013. Durante dois dias, o simpósio – que foi realizado em Florianópolis – discutiu os desafios da institucionalização da educação a distância nas instituições federais de ensino superior.

Além de participar da abertura, fiz parte de uma mesa-redonda junto com a reitora da UFSC, Roselane Neckel, e do coordenador de EaD da Capes, Jean Marc. Apresentei o movimento que estamos tendo no IFSC de institucionalizar a EaD e de constituir um câmpus, com estrutura administrativa, para oferecer cursos a distância.

SONY DSCA educação a distância nos permite ir além das nossos fronteiras físicas, o que é muito bom, pois amplia a atuação das instituições e dá a oportunidade para pessoas que nunca sonharam em estudar em ter uma qualificação em nível técnico, de graduação ou pós-graduação. Diante dessa importância, a institucionalização da EaD se mostra como um desafio necessário. Se as questões relacionadas à EaD não forem resolvidas, corremos o risco de termos sobressaltos de um ano para outro, ou seja, de não termos continuidade em nossas ações devido a trocas de governo ou outras mudanças fora da instituição. Eventos como esse nos permitem uma rica troca de experiência para debatermos sobre a melhor forma de estruturar uma modalidade tão importante para um país extenso geograficamente como o nosso.

Reunião MEC

SONY DSCNesta quarta-feira, o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Marco Antônio de Oliveira, esteve no IFSC para tratar sobre programas governamentais, as obras nos nossos câmpus e a execução orçamentária. Durante a reunião, discutimos sobre as metas pactuadas entre o Instituto e a Setec no início do ano e as possibilidades de atuação no estado.

Tratamos sobre a adesão aos programas Mulheres Mil e de acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec. Em relação a esses pontos, já atingimos a meta e a intenção é ampliar ainda mais nossa atuação.

Sobre a questão das obras conseguimos viabilizar as concorrências de Tubarão e Caçador. Mas um problema que estamos enfrentando – e que já mencionei aqui algumas vezes – é a construção da sede definitiva do Câmpus Itajaí. Sensibilizamos o secretário sobre as dificuldades enfrentadas na cidade em que a obra está parada por ordem judicial por um problema com a construtura, que foi negligente. Tudo que podíamos fazer já fizemos e, infelizmente, estamos aguardando o andamento do processo na Justiça.

SONY DSCTemos tentado prédios maiores para alugar para transferir a sede provisória, mas também estamos encontrando empecilhos. Nossos alunos e servidores fizerem, inclusive, uma manifestação ontem na Câmara de Vereadores do município pedindo uma colaboração do Poder Público local para que esse impasse seja solucionado, afinal, toda a comunidade ganha com isso.

A execução orçamentária também foi outro ponto tratado na reunião. Fizemos ajustes com a Setec para a liberação de limites e vamos levar na reunião do dia 4 de junho um cronograma de necessidades e valores de investimentos do IFSC.

Fórum de Reitores

SONY DSCOntem tivemos a segunda reunião do Fórum de Reitores das Instituições Públicas de Santa Catarina, formado por mim e pelos reitores da Universidade Federal de Santa Catarina, da Universidade do Estado de Santa Catarina, da Universidade Federal da Fronteira Sul e do Instituto Federal Catarinense. Tivemos a participação do presidente do Inep, Luiz Cláudio da Costa.

No encontro, conversamos sobre o Enem, o SiSU e o Enade. O presidente do Inep apresentou esclarecimentos sobre os problemas que saíram na mídia em relação a esses processos e o que está sendo feito para melhorar.

SONY DSCO professor Luiz também comentou conosco sobre um projeto de consórcio de universidades que pode dar ideias de ações integradas para nosso Fórum. Aprovamos a moção em defesa da destinação de 100% dos royalties de futuras concessões de petróleo para a educação. Em breve divulgaremos.

Definimos também que teremos um portal do nosso Fórum para divulgar as ações conjuntas. Inicialmente, o projeto será coordenado pelo IFSC e a cada ano uma das instituições ficará responsável por sua atualização. Também divulgaremos esse canal de comunicação quando ele estiver pronto.

Outros assuntos

  • São Joaquim: na segunda-feira, recebemos o prefeito de São Joaquim, Humberto Luiz Brighenti, que também gostaria que o IFSC oferecesse cursos no município. Vamos estudar possibilidades de atendar essa demanda por meio de cursos do Pronatec e de extensão.
  • Conaes: estive em Brasília na terça-feira para mais uma reunião da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior, a Conaes, da qual faço parte. No encontro, foi apresentado um instrumento para a avaliação institucional. Ainda teremos uma discussão no Inep para ver como aplicar esse instrumento nos institutos federais.
  • IFRN: recebi na quarta-feira a visita do reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, Belchior Ferreira Rocha. Esse meu colega da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica veio participar do EaDSimp 2013 e aproveitou a vinda para cinversarmos sobre a institucionalização e o movimento que devemos fazer no Conif para que essa área tenha uma estrutura nos institutos federais.
  • Conselho Senai: hoje pela manhã fui na reunião do Senai/Fiesc onde tivemos a outorga da Ordem do Mérito Industrial às indústrias de destaque no Estado.
  • Câmpus Florianópolis: ainda hoje também participei de uma reunião com a equipe de gestão do Câmpus Florianópolis para tratar de eventos de capacitação. A reunião foi bem produtiva e temos desdobramentos importantes para encaminhar e melhorar a inserção dos servidores em eventos.
  • Carreira docente: destaco ainda que no site do Proifes (www.proifes.org.br) temos disponibilizado documentos importantes sobre a carreira docente, um dos quais a minuta de criação do Conselho Permanente para Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC). Ainda sobre a ascensão à titular, o GT está trabalhando com os documentos encaminhados pelo Conif.

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Brasília, Conif. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.