Colégio de Dirigentes e Conif

Boa tarde!

Nesta semana, me dividi entre Florianópolis e Brasília para duas importantes reuniões – Colégio de Dirigentes do IFSC e Conif. Comecei a semana com o Colégio de Dirigentes, em que me reúno com os diretores-gerais de todos os câmpus do IFSC.

Na nossa pauta, falamos sobre estabelecer um calendário de reuniões sistemáticas para facilitar a vinda dos servidores dos câmpus de maneira mais organizada. Outro ponto foi sobre a redistribuição e remoção de servidores. Faremos neste primeiro semestre uma proposta de edital para os servidores que querem sair do IFSC e ir para outra instituição. E, depois de homologarmos as vagas do nosso concurso público, abriremos um outro edital para remoção interna, ou seja, servidores que querem ir para outro câmpus ou para a Reitoria ou vice-versa.

Tratamos ainda do quadro de pessoal dos câmpus. Continuamos nessa discussão entendendo que precisamos de estruturas adequadas em todos os câmpus para um melhor atendimento. Sobre as diretrizes orçamentárias ainda precisaremos debater o assunto na próxima reunião do Colégio de Dirigentes, pois recebemos novas orientações do MEC.

Também apresentamos a proposta de restruturação da Pró-Reitoria de Ensino que agora será levada para apreciação do Conselho Superior na próxima semana. A intenção é criar duas novas diretorias: uma de Assuntos Estudantis e outra de Estatísticas e Informações Acadêmicas. Acreditamos que assim temos uma estrutura mais adequada para atender nossos estudantes e para fazermos ações baseadas com mais conhecimento técnico.

Por fim, foi aprovado o Plano de Desenvolvimento de TI e teremos novamente um fundo de TI que nos permitirá avançar na área de sistemas e segurança da informação.

foto_conifConif

Estive em Brasília de terça a quinta para a primeira reunião do ano do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, o Conif. Tivemos a posse da nova Diretoria Executiva, eleita para o mandato de 2013. O reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, Caio Mário Bueno da Silva, tomou posse como presidente do Conif.

mercadante_conif6A cerimônia contou com a presença do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, que destacou a necessidade de expansão da qualificação profissional e tecnológica no país e lançou o desafio de nos mobilizarmos para que os royalties do petróleo sejam destinados à educação. Como o ministro mesmo falou, o petróleo se esgota, mas a educação permanece e abre oportunidades para as pessoas.

Também tivemos um relato sobre os assuntos que estão sendo tratados no Grupo de Trabalho que discute a restruturação da carreira docente. Está em discussão o auxílio fixação para locais de mais difícil acesso como forma de incentivar a ida de servidores, a avaliação de desempenho, progressão e os critérios para distribuição de 536 vagas de professores titulares.

conifUma novidade é que, com a recomposição das Câmaras do Conif, assumi a coordenação da Câmara de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação. Vamos ter vários desafios nessa área ainda neste ano, mas estou empolgada com mais esse. E devemos ampliar a nossa parceria com o Instituto Politécnico do Porto para que tenhamos mais projetos de pesquisa e inovação envolvendo toda a Rede.

Esplanada Sustentável

O secretário executivo do MEC, José Henrique Paim, participou da reunião do Conif para apresentar o Projeto Esplanada Sustentável, uma iniciativa conjunta de quatro Ministérios: Planejamento; Meio Ambiente; Minas e Energia; e Desenvolvimento Social e Combate à Fome e o MEC esse ano vai participar e aderir com todas as instituições. O objetivo principal é incentivar órgãos e instituições públicas federais a adotarem modelo de gestão organizacional e de processos estruturado na implementação de ações voltadas ao uso racional de recursos naturais, promovendo a sustentabilidade ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A meta é reduzir em 10% os gastos em algumas áreas como telefone, luz, água, passagens, diárias e terceirizados.

Projeto-Esplanada-SustentávelO interessante desse projeto é que se a instituição atingir a meta existe a possibilidade de aumentar o orçamento no próximo ano. Além disso, o recurso economizado pode ser usado pela instituição para investir ainda mais em sustentabilidade.

Gostei bastante da proposta que tem tudo a ver com o nosso projeto IFSC Sustentável que já comentei aqui e que em breve daremos mais informações.

Embrapii

Também acompanhamos a apresentação sobre a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial, a Embrapii, que será lançada oficialmente. Os instituto federais terão polos de inovação associados a essa empresa e temos o interesse de trazer um polo para o IFSC como já divulguei anteriormente. Mas ainda estamos trabalhando nisso.

Pós-Graduação na Rede

Apresentei na reunião ainda uma proposta de pós-graduação para a Rede Federal. O projeto propõe editais específicos para a oferta de Mestrados Profissionais pela Rede. Levaremos a proposta para ser apresentada na Capes e devemos ter novos encaminhamentos mais para frente.

Reunião Setec

Participei também de uma reunião individual com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Marco Antônio de Oliveira e sua equipe, para pactuar questões sobre bolsas formação e expansão. Estabelecemos metas e prazos de obras e discutimos como melhorar nossos índices de inserção em programas como Mulheres Mil e Pronatec.

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Post. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.