Viagens, Obras e Reuniões

Olá!

Gostaria de começar falando da reunião que tivemos na sexta-feira passada com a Comissão Paritária para discutir a pauta interna do IFSC, elaborada pelos servidores durante a greve. Nesse primeiro encontro, tratamos da portaria que regulamenta as férias dos servidores – que detalharei abaixo – e do trabalho a ser desenvolvido. Estabelecemos uma nova reunião para 18 de outubro em que iremos definir a metodologia de trabalho e o cronograma. Lembrando que essa comissão é composta por representantes do IFSC e doSinasefe.

Viagens

Esta semana estive na segunda-feira no Campus Geraldo Werninghaus para conversar com os servidores sobre o processo de transição da direção-geral. Atualmente, o professor Neury Boaretto, que originalmente é do Campus Joinville,  é o diretor do campus. No entanto, a nossa intenção em comum acordo com todos é que um servidor do próprio Campus GW assuma o cargo.

Na visita, falamos sobre o estabelecimento de uma dinâmica para conduzir esse processo. Como o campus ainda não possui o tempo legal necessário para realizar eleições, a escolha do diretor é uma prerrogativa do reitora. Mas faremos isso de maneira consensualizada com os servidores do campus.

Como já temos servidores que atendem aos critérios legais para serem diretores, o nosso ex-reitor Jesué Graciliano da Silva irá ministrar um curso de liderança e gestão para incentivar os servidores a participarem do processo. Essa capacitação deve iniciar ainda neste mês. Mas a troca de gestão no campus deve ocorrer apenas no início do ano que vem.

No mesmo dia estivemos no Campus Jaraguá do Sul para tratar do calendário de reposição das aulas em função da greve junto com a direção-geral. Tivemos a participação de alunos e prestamos os esclarecimentos solicitados. Entendemos a angústia dos estudantes, pois sabemos que a reposição de aulas acaba sendo um prejuízo para os alunos. Mas nossa intenção é chegar ao melhor para todos. A Pró-Reitoria de Ensino está à disposição da direção do campus para auxiliar no fechamento desse calendário.

Também estava prevista nesta semana uma visita ao Campus São Miguel do Oeste. Cheguei a embarcar, mas as condições climáticas não permitiram que o avião pousasse em Chapecó e retornei à Florianópolis. Vou marcar uma nova visita, pois sabemos da importância da Reitoria estar presente nos campi.

Obras

Uma boa notícia que recebemos é que enfim foram liberados recursos da Setec/MEC para as obras dos campi Araranguá, Caçador e São Miguel do Oeste. Em Araranguá, iremos construir os blocos 4 e 5, uma etapa muito importante para o campus que vem convivendo com a falta de espaço para atender os servidores e os alunos. Com os novos blocos, o campus ficará com 6.100 m².

Em São Miguel do Oeste, os recursos serão apenas para uma reforma. E no Campus Caçador a verba servirá para a construção do campus que hoje funciona em uma estrutura precária. Esperamos, com isso, dar mais tranquilidade e condições de trabalho e estudo para alunos e servidores.

E também estamos nos esforçando para que as obras do Campus Garopaba também saiam. O que está travando o processo é um alvará que deve ser liberado pela Prefeitura Municipal. Assim que tivermos o documento, poderemos dar andamento ao processo.

Estamos vivenciando esse momento de grande trabalho. Só tenho a agradecer aos servidores envolvidos, principalmente do Departamento de Obras e Engenharia. Todos estão fazendo um grande esforço para executarmos o maior número de obras possível. Nossa expectativa é conseguir executar todo nosso recurso orçamentário e os extras que virão da Setec/MEC.

Reuniões

Na terça-feira, fizemos uma reunião de Gestão com os pró-reitores em que tratamos de sistemas, planejamento, concurso público e execução orçamentária. Também participei da abertura do encontro dos Coordenadores de Relações Externas dos campi, conhecidos como CEREs, com os servidores da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Externas. Na terça, os servidores discutiram sobre Extensão, que esse ano foi mais intensificada. Já na quarta foi o dia de tratar de comunicação, processo fundamental para atrairmos novos alunos e mantermos nossos estudantes informados.

Outros assuntos:

  • Portaria Férias: Nesta semana, publicamos uma portaria que regulamenta as férias dos servidores técnico-administrativos. Somos uma instituição de ensino e é normal que nos meses de janeiro e fevereiro tenhamos uma diminuição das tarefas, considerando que não há aulas nos nossos câmpus nesse período. Por isso, nossa intenção foi concentrar as férias nesse período para otimizar o funcionamento da instituição. A portaria tem como objetivo evitar que as pessoas se afastem da instituição em momentos em que há grande demanda de trabalho.
  • SNCT: Na próxima semana, teremos a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), realizada desde 2004 em todo o Brasil. Sua finalidade principal é mobilizar a população, em especial crianças e jovens, em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia (C&T). O tema desse ano é Sustentabilidade, Economia Verde e Erradicação da pobreza. Dos nossos 19 câmpus, 17 farão atividades durante a semana que vem voltadas à SNCT. Apenas São Miguel do Oeste promoverá as suas atividades no final do mês. Teremos diversas atividades abertas ao público. Convido a comunidade a ir aos nossos câmpus e conhecer nosso trabalho. Nossa programação estará disponível no Blog da SNCT do IFSC, feito pela nossa Coordenadoria de Jornalismo e que trará todas as informações durante a próxima semana. Fiquem ligados no blog!

 

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Gestão. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.