Atividades da semana: greve, planejamento e EaD

Olá!

Nesta semana, tive uma intensa agenda em Florianópolis. Abaixo, compartilho os compromissos dos quais participei.

Colégio de Dirigentes

Já na segunda-feira, participei do Colégio de Dirigentes do IFSC – que reúne, além de mim, os pró-reitores e os diretores-gerais dos câmpus. Diante do momento que vivemos, a greve mais uma vez foi o assunto principal da pauta.

Já estamos trabalhando com os diretores a questão da reposição das atividades que deverá ser feita assim que a greve terminar. A Pró-Reitoria de Ensino está fazendo um levantamento bastante completo das cargas horárias que terão que ser repostas – tanto dos câmpus que não chegaram a terminar o primeiro semestre quanto dos que não iniciaram o segundo semestre. Nossa intenção é trabalhar com calendários adaptados para cada câmpus. Dessa forma, tão logo termine a greve, os câmpus que não terminam o primeiro semestre o deverão fazer, para então fazer as matrículas e iniciar o segundo semestre. E quem finalizou o semestre 2012.1, deve imediatamente dar início ao semestre 2012.2.

Também conversamos com os diretores sobre o orçamento 2013 para que participem do processo. Para nós, ainda é um desafio trabalhar um planejamento alinhado à questão orçamentária. Estamos trabalhando para chegar a esse nível de trabalho, articulando e integrando todo o planejamento institucional, tão importante para que possamos ter uma gestão pública ainda melhor. Destaco que a matriz orçamentaria de 2013 foi trabalhada em estreita articulação da Pró-Reitoria de Administração com a direção de cada campus. Essa foi a primeira vez que os diretores efetivamente detalham de modo efetivo essa etapa da matriz orçamentaria.

E um outro trabalho conjunto que estamos fazendo com os câmpus é a definição de projetos a serem inscritos num edital do Ministério da Educação em que o IFSC poderá receber até R$ 1 milhão para projetos de extensão e pesquisa aplicada. Ficamos muito felizes com essa verba extra-orçamentária que nos permitirá atender ações que já possuímos e outras novas iniciativas. Quem quiser saber mais detalhes sobre esse edital, pode conferir aqui.

Comitê de TI e Comissão do Concurso Público

Na terça, participei da reunião do Comitê de TI do IFSC, que é formado por gestores, especialistas e técnicos. Esse é um comitê de apoio à gestão, necessário para cumprirmos a legislação. Queremos que esse grupo concilie questões técnicas, estratégicas e políticas e que seja o apoio a importantes decisões que envolvem a TI, sempre com o objetivo de melhorar a instituição.

Também me reuni com a Comissão que deve organizar nosso concurso público. Na verdade, esse trabalho estava em andamento, mas teve que ser interrompido em função da greve, pois não foi considerado um serviço essencial pelo Comando de Greve. Esperamos que tão logo a paralisação se encerre, o trabalho seja retomado para que consigamos homologar o processo ainda este ano. Destaco que a falta de servidores é uma fragilidade nossa e uma demanda importante para a consolidação do IFSC. Contamos com o esforço de todos para que possamos atender essa prioridade da instituição.

Planejamento

Na quarta-feira, convidamos os servidores da Reitoria a participarem de uma reunião conosco para explicar sobre o planejamento do IFSC 2013/2014. Cerca de 70 servidores compareceram e assistiram a uma apresentação bem densa e esclarecedora do pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, Andrei Zwetsch Cavalheiro , sobre o tema. Quem quiser saber mais detalhes sobre essa apresentação, pode conferir matéria publicada no nosso informativo digital (clique aqui).

Adiamos o quanto pudemos o início do planejamento do IFSC para os próximos anos em função da greve, mas chegamos num ponto que precisamos iniciar – mesmo com servidores paralisados – pois, se não o fizermos, corremos o risco de começar o ano sem planejamento e isso pode trazer perdas para a instituição. Por isso, faço um apelo que todos os servidores participem do processo, mesmo quem está em greve. Entendemos que o processo é participativo, pois todos podem participar e contribuir com o IFSC. Sei que esse é um momento de crise, mas acreditamos que é importante que todos os servidores entendam a importância do planejamento e o porquê de precisarmos iniciá-lo o quanto antes.

Também na quarta, respondi a carta dos técnico-administrativos da Reitoria que me foi entregue no início do mês. Destaquei na reunião que estamos sempre abertos para receber os anseios dos nossos servidores, mas que busquem trazer propostas. Concordamos com muitos pontos que nos foram colocados na carta e vamos fazer os encaminhamentos para que sejam resolvidos. Acredito que foi um momento muito produtivo e de integração!

Greve

Completamos dois meses de greve no IFSC. Estamos acompanhando as notícias e os encaminhamentos das negociações com o Governo Federal. Vocês devem ter visto na imprensa nessa semana a orientação de que os reitores enviassem uma lista de grevistas para o Governo para que fosse feito o corte de ponto sob risco de serem acusados de improbidade administrativa se não o fizessem. Reafirmamos nossa posição de não cortar o ponto dos servidores em greve, pois entendemos que o movimento é legítimo. Além disso, nossa decisão de não fazer o corte se baseia no compromisso que estamos assumindo de repor todas as atividades acadêmicas e administrativas tão logo a paralisação seja encerrada.

Outros assuntos:

  • Na quinta-feira, participamos da reunião mensal do Conselho do Senai-SC. O IFSC é o representante do Ministério da Educação nesse conselho que é uma oportunidade muito boa de integração e troca de experiências. Acreditamos que juntos podemos fazer um bom trabalho no que diz respeito à educação técnica e tecnológica e ajudar a desenvolver o país.
  • Na manhã desta sexta-feira, participei da abertura da capacitação de professores e tutores do programa Universidade Aberto do Brasil do IFSC. Por muito tempo, a Educação a Distância ficou à margem, mas agora estamos trabalhando pela sua institucionalização. O início disso foi termos conseguido uma sede alugada para o Departamento de EaD do IFSC conforme já noticiamos. Tínhamos conhecimento da infraestrutura precária da EaD, mas com novos investimentos, acreditamos que nosso trabalho nessa área se destaque ainda mais.
  • Estávamos prevendo retomar as visitas aos campi ainda neste mês, mas, diante do momento de crise que estamos vivendo, decidimos adiar um pouco mais essas viagens. Estamos voltando nossa atenção a esse momento e nos reorganizando desde já para a volta da normalidade. Mas, até o final do ano, pretendo ir em todos os nossos campi e me reunir com servidores e alunos.

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Alunos, Gestão, Servidores e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.