Atividades da Semana

Olá!

Nesta semana, tive uma intensa agenda em Florianópolis. Sem a necessidade de viajar, fico com mais disponibilidades para participar dos eventos aqui.

Colégio de Dirigentes

Logo na segunda-feira (31), tivemos reunião do Colégio de Dirigentes do IFSC, em que me reúno com os diretores dos câmpus e com os pró-reitores. Entre os pontos que abordamos estavam a resolução horário especial para estudantes e o orçamento 2012. A greve acabou sendo um assunto bem presente, uma vez que estamos todos preocupados já que a paralisação impacta diretamente, não somente nas atividades acadêmicas, como na execução orçamentária de 2012, 2013 e 2014 – uma vez que, por exemplo, se tivermos menos alunos matriculados, isso pode representar cortes na matriz orçamentária nos próximos anos.

Conselho Superior

Na quarta-feira (01), tivemos reunião do Conselho Superior, o órgão máximo da instituição, de caráter deliberativo e consultivo. Tivemos uma importante decisão que foi a aprovação da minuta de resolução que regulamenta as relações entre o Instituto e as fundações de apoio credenciadas junto ao Ministério da Educação (MEC) e ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). Com isso, o IFSC poderá ampliar o número de projetos de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidos pela instituição.

Sobre o assunto de fundações, participei também na terça de uma debate promovido no auditório da Reitoria sobre o tema como atividade de greve. Infelizmente, a participação dos servidores foi baixa diante de uma questão tão relevante para a instituição.

Vejo que essa aprovação do Conselho Superior trará benefícios aos estudantes, pois o IFSC tem um grande potencial para desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão. E, tenho certeza que essa regulamentação trará um impacto muito positivo para os nossos alunos, que poderão desenvolver mais atividades de pesquisa e extensão, com mais bolsas e mais projetos.

Durante a reunião, os representantes dos alunos no conselho questionaram sobre a reposição das atividades em função da greve. Reafirmei nosso compromisso de que todas as atividades letivas e administrativas serão repostas, tendo em vista, inclusive, o compromisso assumido de não cortarmos os pontos dos servidores paralisados.

Greve

Durante a reunião do conselho, também passamos alguns informes sobre a greve como a suspensão do início do segundo semestre letivo que anunciamos em nota oficial na semana passada. Uma mudança que tivemos nesta semana foi a suspensão das aulas do Campus Criciúma que chegaram a ser iniciadas neste semestre. No entanto, a maioria do servidores decidiu aderir ao movimento.

Sobre a greve, como vimos nas negociações de Brasília, o Governo Federal finalizou a negociação com os professores e indicou que na próxima semana inicia a negociação com os técnico-administrativos – o que já vínhamos solicitando com urgência. Reforçamos nossa posição de que a negociação com os TAEs é fundamental para que o movimento posso chegar a um acordo.

Continuamos acompanhando o movimento e esperamos uma solução o quanto antes para que possamos retomar às atividades normais, inclusive, repondo tudo o que foi perdido para que os alunos não sejam mais prejudicados.

Destaco novamente meu respeito ao movimento, mas reforço que temos que preservar a instituição. Nossa preocupação vai além das atividades letivas e administrativas que estão interrompidas. Um assunto preocupante também é com a execução orçamentária do ano de 2012 que pode ser prejudicada.

Reunião com TAEs da Reitoria

Uma outra ação que tivemos nessa semana, e que não foi de greve, foi uma reunião com um grupo de servidores técnico-administrativos da Reitoria que me entregaram uma carta de solicitações que abordam temas da gestão institucional. Entendo os anseios dos servidores e nossa proposta sempre foi fazer uma gestão democrática, transparente e participativa. Mais do que cobranças necessitamos de  boas propostas, pois é o compromisso e o trabalho
coletivo que vão fazer com que o IFSC cumpra seu importante papel na sociedade catarinense.

Acredito que tivemos uma boa conversa. Ainda neste mês, vamos iniciar uma rodada de visitas a todos os campi e vou reservar um dia para a Reitoria em que poderemos discutir, entre outros pontos, esse documento que me foi entregue. Estou sempre aberta ao debate e acho fundamental que os servidores assumam a gestão junto e trabalhemos todos por uma instituição melhor.

Mas vocês devem imaginar o desafio que é gerir uma instituição do tamanho do IFSC tão múltipla, complexa e descentralizada. E, para isso, precisamos fazer escolhas. E sempre que eu tiver que priorizar alguma ação será aquela que tem mais impacto e benefício aos estudantes, pois entendo que esse é nosso compromisso como servidores públicos.

Outros assuntos

  • Nesta quinta-feira, a convite do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), participei do evento da entrega das ordens de pagamento dos selecionados no programa Sinapse da Inovação e do lançamento do Prêmio Stemmer Inovação. Tivemos servidores e ex-alunos contemplados, o que demonstra o nosso reconhecimento como instituição. Temos que fortalecer cada vez mais nossa participação em iniciativas como essas!

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Gestão, Servidores e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.