Momento de Prestação de Contas

Reunião do Conselho Superior em que a Prestação de Contas 2011 do IF-SC foi aprovada.

Nesta segunda-feira, dia 2 de abril, foram abertos os trabalhos de auditoria da Controladoria Geral da União (CGU) aqui no IF-SC. A CGU é o órgão do Governo Federal responsável por defender o patrimônio público por meio das atividades de controle interno, auditoria pública, correção, prevenção e combate à corrupção e ouvidoria. Todo o ano, recebemos a visita dos auditores da CGU que analisam nossos processos e asseguram se estamos fazendo um trabalho correto.

Até o dia 27 de abril, esses auditores externos estarão circulando pelo IF-SC, estudando nossa documentação e interagindo com nossos servidores, pedindo esclarecimentos sempre que necessário. O resultado de tanto trabalho será um relatório de avaliação dos nossos procedimentos e, caso preciso, com orientações para melhorar nossos processos.

Esse é um momento muito importante para o IF-SC. Como órgão público, defendemos a transparência como um valor da nossa instituição. Entendemos que é nosso dever prestar contas à sociedade que nos mantém e nos acolhe. Procuramos fazer nosso trabalho de melhor maneira possível, de maneira ética e legal. E tudo o que vier para contribuir com a gestão do IF-SC e melhorar os nossos processos é muito bem-vindo.

Por isso, o IF-SC está dando todo o apoio para que a CGU desenvolva seu trabalho. Nossa Unidade de Auditoria Interna – que ao longo de todo o ano trabalha de maneira preventiva e alinhada à CGU – acompanhará todo o processo auxiliando no que for preciso.

A auditoria da CGU vem no mesmo momento em que o IF-SC enviou para a Controladoria e para o Tribunal de Contas da União (TCU) nosso Relatório de Prestação de Contas 2011. O documento é uma exigência dos órgãos de controle e traz dados e informações sobre como foi o ano de 2011 no Instituto Federal. Os dados disponibilizados são tanto financeiros como acadêmicos, todos contextualizados e interpretados.

Clique aqui para conferir alguns dados que o relatório traz. O documento contendo mais detalhes sobre os contextos e interpretações será divulgado em breve no site do IF-SC.

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Gestão e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.