Aula Magna na UFSC

Ontem estive na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para ministrar a aula magna do curso de mestrado profissional em Administração Universitária do Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária. O tema foi “Desafios e Estratégias para Gestão da Educação Superior Pública Brasileira”.

Fiquei muito feliz e honrada pelo convite, pois isso demonstra o reconhecimento que o IF-SC está adquirindo. Na apresentação, contei sobre a trajetória do Instituto e a forma com que nossa gestão pretende atuar nos próximos quatro anos com foco em Inovação, Fortalecimento e Autonomia.

Comentei sobre as mudanças nas políticas e na gestão da educação pública, com destaque para a expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. O IF-SC passou de três para 21 campi em menos de dez anos e não foi só uma expansão numérica e geográfica, mas sim uma transformação do conceito da instituição.

Sabemos que é um grande desafio cumprir a missão que os institutos federais se propõem. Temos agora o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o Pronatec, que veio para nos ajudar no nosso papel de inclusão social.

Espero ter contribuído para que os alunos presentes na aula de ontem tenham um melhor entendimento sobre o IF-SC e se interessem, inclusive, por estudar a nossa instituição, que possui um modelo de gestão diferente e complexo. Mas sabemos que é justamente por isso que temos um grande poder de transformação.

Sobre Maria Clara

Maria Clara é professora do IFSC desde 1990, atuando no Câmpus Florianópolis. Tem graduação em Matemática e mestrado e doutorado em Engenharia de Produção, todos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi diretora de Pós-graduação e Pesquisa (2006-2008) e pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (2009-2011) do Instituto Federal antes de tornar-se a primeira reitora eleita da instituição – anteriormente a 2008, quando o Cefet-SC tornou-se IFSC, o cargo máximo era o de diretor-geral. Além de gestora do IFSC, a reitora acumula experiências como membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e da Comissão Nacional de Avaliação da Iniciação Científica e Tecnológica (Conaic) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É integrante do Conselho de Governança da Fiesc, representando o Ministério da Educação (MEC).
Esta entrada foi publicada em Institucional e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.